Eco Ação

Em seu extenso territórrio, o Japi é considerado Santuário – Patrimônio, possui protocolos legais de preservação em todas as esferas, desde os municipais (municípios que o Japi se insere – Jundiaí, Cabreúva, Pirapora do Bom Jesus e Cajamar), estadual (APA Cajamar, Cabreúva e Jundiaí, e CONDEPHAAT - Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico), federal (Mata Atlântica, Sistema de Unidades de Conservação e Área de Preservação Permanente) e internacional (Reserva da Biosfera do Cinturão Verde da cidade de São Paulo).
Sua importância sublime foi referendada com esse ato internacional da ONU, decretando-a patrimônio da humanidade.
Mesmo com todas estas designações, infelizmente a luta para manter o Japi VIVO é árdua com entraves e enclaves, que objetiva a continuidade dos serviços ambientais fornecidos à coletividade não somente no presente, mas para as futuras gerações que ainda estão por vir.
Algumas ações contribuem para este ideal, como as pesquisas científicas, educação ambiental em todas as vertentes, políticas de desenvolvimento sustentável, gestão aplicada, monitoramento ambiental, plano de manejo, entre outras que podemos e devemos fazer, ou exigir dos poderes públicos.
Não podemos mais permitir o flagelo ao Japi! As atividades humanas – ações antrópicas, que interferem e impactam o meio, devem cessar, serem denunciadas e renunciadas.
Atentemos para estas ações; desvios e intervenções de cursos d’água, edificações irregulares, parcelamento do solo, uso das estradas para atividades altamente degradáveis, abandono de animais domésticos, despejos de entulho e lixo, prática de caça, prática de cultos religiosos, ateamento de fogo, desmatamento, atividades com grau intenso de som e outras.

DENUNCIE !! O JAPI AGRADECE E AS FUTURAS GERAÇÕES TAMBÉM!!




30 setembro 2009

Florindo!

É Primavera, alguém esqueceu de avisar,
Talvez!
À massa fria polar,
Que as flores começam a desabrochar,
E conduzem em valsa,
Cor, sabor,
Saber, Aprender,
Apreciar,
O tom, o som, o dom, o aroma.
Da chegada hora de florir!

E florindo,
Constrói-se o retrato da estação,
Rastro sinérgico da vida,
E da toada do verão.

E sorrindo,
Construímos a imagem da vibração,
Explosão refletida,
Retida, retina, brilho das Iris.

E florindo,
Sensações dedilham as (pa)lavras,
Em regência orquestrada,
Do silêncio da mata.

E sorrindo,
Atraímos amizades,
Puras, honestas e sinceras,
Durante estações, afeições.

Gozo do sorrir,
Flor(r)iso!
Adorno do florir,
Sor(t)es!


Homenagens aos meus estimados e queridos amigos de longa data: Osmar, João, Telma e Yvone - http://www.casaspossiveis.blogspot.com/, aos mais recentes que chegaram agraciando minha vida: Priscilla - http://priguti.blogspot.com/, Haroldo - http://panaceahg.blogspot.com/, Luiza, André - http://www.blogdomensageiro.blogspot.com/, Rosana e João Pedro e a Minha Florzinha que completou 01 aninho de vida: Raine, nossa Rainha!

20 comentários:

  1. Querida, que honra figurar nesta homenagem tão delicada e gentil, uma canção para este início de primavera frio que faz por este Brasil...
    Quanto a sua florzinha, não deixe de um dia nos presentear com sua foto aqui no blog, afinal, crianças iluminam qualquer lugar, inclusive este blog que já é Pura Luz!!!
    Um grande beijo e mais uma vez, obrigada você pelo privilégio de nos acompanhar na primeira trilha japiense!
    Mil beijocas!

    ResponderExcluir
  2. êbaa...tô feliz da vida...agora é só aguardar o calorzinho que esta fazendo uma falta danada para poder sair por ai e cantar...vida boa olá lá lá lá...
    Brigada amiga pela homenagem e o carinho
    beijos no seu coração.

    ResponderExcluir
  3. Olá Paty, lindas e sensíveis palavras, como é a essência da primavera. Muito obrigado pela homenagem, que não poderia estar em melhor espaço. Não desapareça, em breve você será escalada de novo!! Um abraço!

    ResponderExcluir
  4. Salve Salerosa Orquídea do Japi,
    Que lindo este poético canto de saudação a primavera.
    Estação que nos alegre os olhos, nos presenteia com as suas variadas intensas ou suaves cores e perfumes, nos trazendo o sorriso do Céu, a certeza de que a vida sempre se renova cada vez mais bela, cada vez mais forte insistindo sempre no bem viver.
    Aposto que nas bromélias de flores douradas, há silfos e fadas fazendo seu lar.
    E os lindos cardumes de fiéis vagalumes, a noite, acendem seus lumes pro baile das flores.
    Vamos continuar a saudar a primavera com suas flores nos trazendo alegria, semelhante a uma mensagem de luz celestial para que possamos continuar com forças esta luta pelo respeito às ciaturas de Deus.
    Bom demais estar aqui.
    Salve, salve, beijos mineiros saudosos.

    ResponderExcluir
  5. "em regência orquestrada,
    do silêncio da mata"... que tradução maravilhosa da magia do silêncio natural, Paty... você tem essa conexão muito viva, essa proximidade com o vital, com o puro estado de ser.
    Lindo!
    eco-beijos

    ResponderExcluir
  6. Ola Amiga Pri!

    Satisfação enorme conhece-la! Homenagem merecida e sincera.
    Pode deixar vou postar fotos dos meus pupilos, logo, loguinho. Vou elaborar!!hehhhehehe

    Ecobeijos.

    Paty

    ResponderExcluir
  7. Santinha, o calorzinho tah devarzinho, mas vem vindo!! Salve, salve, verão!

    Fico feliz q vc tenha gostado, é de coração.

    Ecobeijos.
    Paty

    ResponderExcluir
  8. Ola, Haroldo! To por aqui, vamos de novo sim, é só vcs agitarem.

    Ecobeijos.

    ResponderExcluir
  9. Kerida Kyria, Salve, salve, saudades sua!!
    Ando num corre lascado, sem muito tempo para aventurar-me nos blogs que tanto estimo e gosto de ler, e o sei faz parte deste blogs, mas não esqueço-me de vc. Esses tempos conheci a Pri forest, esta menina é da floresta mesmo, e lembramos de vc e como seria bom esse encontro, afeto ao vivo e a cores, em tempo real.

    Renovar... enfim reciclar, reinventar!! Viva a primavera que nos agracia com flores belas e reusa os espaços!

    Ecobeijos.
    Paty

    ResponderExcluir
  10. Mê!!! Sabe q fico toda prosa quando a convido e vc vem aqui!

    Poeta nata que brinca com as palavras, fico feliz q vc tenha gostado!!

    Inspiro-me em teus escritos!

    Ecobeijos.

    Paty

    ResponderExcluir
  11. Paty, lindo texto y gracias pela 'homenagem'! Engraçado, me peguei no mesmo trecho 'Em regência orquestrada do silêncio da mata'- transcende, dá pra sentir o que voce quis expressar... Que venham as próximas!
    Citybeijos!

    ResponderExcluir
  12. Querida Patrícia,
    quem a tem como amiga,
    reconheces o s tesouros da vida!
    "És uma PÉROLA" a cintilar
    neste castelo de águas,
    nosso Japi.
    Obrigado pela dedicação,
    Um grande abraço,
    Osmar

    ResponderExcluir
  13. Paty!

    Tá sabendo do lançamento do Cidade Democrática, na quinta, às 19horas, na Câmara??

    Veja quantas pessoas apoiam "Integrar o jundiaiense a Serra do japi"

    http://www.cidadedemocratica.org.br/jundiai/topico/160-integrar-o-jundiaiense-a-serra-do-japi

    ResponderExcluir
  14. Ola, André!

    Que venham as próximas!!!

    Ecobeijos.
    Paty

    ResponderExcluir
  15. Ohhh meu amgigo, Osmar!!

    Estou feliz pelo seu comentário, e supresa também!
    Obrigada por compartir comigo as essências do Japi.

    A dedicação foi de coração, tu sabes bem, que és meu bem!

    Beijos.
    Paty

    ResponderExcluir
  16. Henrique, ola!

    Sabe esta tal de tec, tec, tec - nologia... não consigo postar comentários no voto consciente e tentei cadastrar-me e comentar no cidade democrática, tb não deu!! snif, snif, snif...

    Acho q é problema de bios, hihihihihi! Confesso que sou ignorante mesmo com estes caminhos cyber net.

    Vou continuar tentando..., sempre que possível, estou acompanhando as novas. Quanto ao lançamento cidade demogrática, vou me programar.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  17. ...Às vezes uma intensa alucinação
    Em que viajas pelo meu eu
    Às vezes o mundo fica em espera
    Da união do mar com o céu

    Onde param os teus anseios
    Onde encontras a sublime calma
    Nestes dias de dura tormenta
    Onde aqueces a tua alma?

    Voa comigo...


    Mágico beijo

    ResponderExcluir
  18. Profeta,

    "onde encontras a sublime calma",
    no silêncio da mata,
    "onde aqueces a tua alma?"
    no afeto das palavras, oras ditas, oras refletidas na aura ou na iris da pessoa amada.

    Plainemos para estas descobertas.

    Mágico beijo,

    ResponderExcluir
  19. Luz de flor
    Brisa de Cariño
    !LindAlma es Tu!!

    Beso

    ResponderExcluir
  20. Oi, saudades sua, vc some, Sumie.

    Gracias!
    Besos.

    ResponderExcluir